Nos EUA, ativistas pedem personagens LGBT em 20% dos filmes até 2021

Estudo aponta que dos 109 lançamentos dos sete maiores estúdios no ano passado, só 14 incluíram personagens não-heterossexuais

 

 

Um estudo elaborado pelo grupo ativista Glaad, que atua em prol de homossexuais e transgêneros nos EUA, aponta que a apenas 14 dos 109 filmes lançados pelos maiores estúdios norte-americanos em 2017 incluíam personagens LGBTQ.

 

A pesquisa foi divulgada nesta terça-feira (22), de acordo com a agência Reuters.

 

"É hora de histórias LGBTQ serem incluídas nesta conversa", defende a presidente do Glaad, Sarah Kate Ellis, no relatório.

 

O grupo pediu que 20% dos lançamentos anuais de Hollywood incluam um personagem gay, lésbica, transgênero, bissexual ou de gênero fluido até 2021, aumentando essa taxa para 50% até 2024.

 

A entidade elogiou títulos como "A Forma da Água"e "Uma Mulher Fantástica" (foto) e "Me chame pelo seu nome", todos premiados no Oscar e engajados na representação de diversos tipos de sexualidade.

Please reload

Destaques

Apresentadora Faa Morena posta foto jovial e revela que emagreceu na Quarentena

31/07/2020

1/10
Please reload

Ultimas Noticias
Please reload

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Please reload

   ®2020 by Revista Mundo da Fama On Line