• RMF

Em bloco de SP, Carlos Tramontina brinca com erro das 'seis e ônibus'


Falha que virou bordão surgiu durante transmissão ao vivo de telejornal

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O relógio não precisa marcar "seis e ônibus" para pular Carnaval. Quem garante isso é o próprio Carlos Tramontina, autor da brincadeira fruto de um erro ao vivo. Na semana passada, durante o Radar SP, telejornal da Globo, o apresentador se confundiu ao informar o horário e "seis e ônibus" acabou saindo no lugar do termo correto, que era "seis e onze". A falha divertiu internautas e virou meme nas redes sociais.

Neste domingo (24), o jornalista acompanhou, pela primeira vez, o trajeto do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, em São Paulo. Ele usou uma máscara do personagem Coringa para "se disfarçar".

"Seis e ônibus. Que nada, nada disso! Hoje é Carnaval, é brincadeira! Vamos nessa!", disse Carlos Tramontina em vídeo publicado pelo Stories do Instagram -recurso em que as publicações desaparecem após 24 horas.

"Hoje eu vou apavorar neste Carnaval de São Paulo", completou o apresentador em outra publicação na mesma rede social.

O desfile do Acadêmicos do Baixo Augusta contou com nomes famosos com as atrizes Alessandra Negrini, rainha do bloco, e Maria Casadevall, que desfilou com seios à mostra e o escrito "ele não".

Neste ano, o bloco Acadêmicos do Baixo Augusta inspirou-se na música "Que País é Esse?", do grupo de rock brasiliense Legião Urbana, para escolher o tema do desfile de 2019. cred:noticiasaominuto


1 visualização

   ®2020 by Revista Mundo da Fama On Line