• RMF

Gravidez real: confira os protocolos que Meghan terá que respeitar


Apesar de querer levar a gestação de acordo com suas vontades, a duquesa de Sussex terá que se submeter a uma série de protocolos relegados aos futuros monarcas do Reino Unido

A gravidez de Meghan Markle é um acontecimento muito importante na família real. Isto porque, apesar de longe, o bebê está na linha de sucessão ao trono britânico.

Apesar de querer levar a gestação de acordo com suas vontades, a duquesa de Sussex terá que se submeter a uma série de protocolos relegados aos futuros monarcas do Reino Unido. Confira alguns deles:

Obstetra - a família real tem um médico "oficial", que acompanha as gestações e nascimentos. Alan Farthing é quem provavelmente vai acompanhar o parto de Meghan Markle.

Sapatos - Durante a gravidez e o parto, as duquesas precisam usar sapatos fechados, para não deixar os dedos do pé à mostra.

Licença-maternidade - Duquesa ou plebeia, quem trabalha para a família real tem direito à licença-maternidade de seis meses.

Licença-paternidade - William teve direito à licença e espera-se que Harry vá pelo mesmo caminho.

Equipe 24 horas de plantão - Além do obstetra, uma equipe de cerca de 20 profissionais, incluindo pediatras, anestesistas, parteiras e técnicos de laboratório fica de plantão por três meses. "Precisamos ficar na cidade e disponíveis", disse a anestesiologista Johanna Bray, em 2015, às vésperas do nascimento de Charlotte, à "Marie Claire".

Nada de Chá de Bebê - Apesar de ser prática comum nos Estados Unidos, o 'baby shower' não é bem visto na família real. Apesar disso, Kate pretende preparar um chá de bebê "inesquecível" para a cunhada.

Problemas devem ser públicos - Qualquer problema ou complicação durante a gravidez ou parto deve se tornar público.

#MeghanMarkle

0 visualização

   ®2020 by Revista Mundo da Fama On Line