• RMF/Sabrina S. Santos

Emmilio Moreira destaca-se em Orgulho e Paixão


Na pele de Vicente, personagem da trama Orgulho e Paixão, da rede Globo, Emmilio está em uma ótima fase em sua carreira.

"O clima está bárbaro. Uma sintonia ótima nas gravações. Sem falar que a produção é esmeradíssima. Quem gosta e quer saber dos primórdios das ferrovias, do café, provavelmente está gostando. Thiago é meu sócio, construímos uma ferrovia", conta Emmilio.

Recentemente, o ator também estreou em duas séries da Netflix, Gamebros e Velhas Amigas.

Entre os trabalhos do ator estão as novelas Malhação:

viva a diferença (2017/2018),

A Regra do Jogo (2015/2016),

Haja Coração (2016);

Nas séries:

O Negócio - 4ª. temporada (2017), Rua Augusta (2017), Metrópole (2017), Carcereiros (2018), e Natureza Morta (2018).

Sobre Emmilio:

Libriano, do interior do Estado de São Paulo, morou em diversas cidades antes de residir na Capital.

Natural de Mirante do Paranapanema (SP), residiu também em Nhandeara (SP) e Jales (SP) até que, aos 14 anos, seus pais fixaram residência em Bauru (SP), onde encontrou a oportunidade para começar sua aproximação ao teatro e fazer novas amizades.

Foi em Bauru que Emmilio deu seus primeiros passos nos palcos, e chegou até a conquistar o posto de coordenador das oficinas de teatro na cidade.

Créd: Patrícia Canola

Seu namoro com o teatro profissional ganhou corpo aos 18 anos, quando começou a atuar como produtor local de importantes produções do eixo Rio-São Paulo. O contato com grandes profissionais como Drica Moraes, Fernanda Montenegro, Ester Góes, Jonas Bloch, Grupo Tapa, animou seu sonho de formar-se como profissional.

Para alcançar independência financeira e então começar o tão sonhado curso de Artes Cênicas, na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), antes cursou Geografia, o que assegurou, quando se mudou para Campinas, ministrar aulas no período em que esteve na Universidade, para se manter.

“Quando tomei a decisão de seguir meu sonho e me tornar um ator profissional, eu era jovem e isso me deu um norte; Sempre soube o que eu quis na vida. Queria estar nesse lugar que estou hoje: trabalhando e vivendo como ator. Não era exatamente o que minha família pretendia, mas era o que eu queria, então precisei me sustentar desde muito cedo.

Foi uma decisão minha e meio à revelia de todos. Eu sinto que isso até me animou, no sentido de buscar a força para seguir adiante, me manter no meu propósito, porque são muitos os desafios diários que enfrentamos nessa jornada.

Ser ator é antes de tudo uma profissão de fé!”, revela o ator.

Atualmente Emmilio integra o elenco da novela Orgulho e Paixão, da Rede Globo, na pele do personagem Vicente Almeida.

“Sempre foi um sonho fazer uma novela de época”, conta ele.

Créd: Patrícia Canola

Mas antes fez participações em trabalhos de destaque na televisão, como Malhação: viva a diferença (2017/2018), A Regra do Jogo (2015/2016), Haja Coração (2016); e nas séries O Negócio - 4ª. temporada (2017), Rua Augusta (2017), Metrópole (2017), Carcereiros (2018), e Natureza Morta (2018). Está atualmente nas séries em exibição na Netflix - Gamebros (2018) e Velhas Amigas (2018), ambos de Beto Ribeiro e Carla Sá.

Para o cinema, outra paixão do ator, suas atuações incluem diferentes trabalhos, como Chorar de Rir, de Toniko Melo (ainda inédito); os telefilmes, Filme B - O Vampiro da Paulista, de Beto Ribeiro (2017), do Canal Brasil; A Grávida da Cinemateca, de Christian Saghaard (2015), da TV Cultura; o longa-metragem Primavera, de Carlos Porto (ainda sem previsão de estreia no Brasil, mas já premiado em festivais internacionais; Los Angeles e Cidade de México).

Também já soma mais de 20 curta-metragens, entre eles: Vórtice (2017), Meu primeiro Vestido (2017), Dois em uma Torre (2016), Fragmentos de uma Metrópole (2016), Chutes (2015), Mancha de Sangue no Porcelanato (2014), Som das Ruas (2014), Desacordes (2014), Morro aos poucos em todos aqueles que gostam de mim (2014), Reverso (2013), Os Bastidores (2013), Fractais (2013), Conta, mais amor (2013), e Parada Solicitada (2012), entre outros.

No teatro, o ator esteve em cartaz com os espetáculos Tio Ivan – baseado em Tio Vânia, de Anton Tchekhov (2017), Doze Homens e uma Sentença, direção de Eduardo Tolentino (2016), A Máquina Tchekhov, direção de Clara Carvalho e Denise Weimberg (2015 – Vencedor do Prêmio Zé Renato; Ganhador Shell de Melhor Iluminação), Ensaio sobre o Feminino em O’Neill, direção Mariana Hein (2013), Ofélia em OFF, de Luciana Barone; Cadafalso, de Antonio Rogério Toscano e direção de Luciana Barone; Leonce e Lena, de Georg Büchne; O Rei da Vela, de Oswald de Andrade e direção de Hugo Possolo; O Martírio, de Antonio Rogério Toscano e direção de Tiche Vianna; O Sonho, de Strindberg e direção de Veronica Fabrini; Os Cegos, de Michel de Ghelderode e direção de Tiche Vianna; A Canção de Assis, de Júlio Fischer e direção de Carlos Baptista; A História do Menino Minguado filho da Lua Cheia, de Fernanda Coelho; Humanidade, de Elio Andreotti; entre outros.

Quando não está atuando, Emmilio gosta de assistir filmes, ler poesias, viajar e ir ao teatro. “Eu conheço bem o Brasil, e gosto muito de descobrir novos lugares pelo mundo.

Viajar me renova, principalmente porque é uma forma de conhecer novas culturas, novos países. Grécia, Patagônia Argentina e África do Sul estão entre os lugares mais mágicos que conheci.

Sou daqueles que passa horas e mais horas visitando um museu, ou andando para ver a arquitetura ou observar a natureza. Quando estou em São Paulo, ir ao teatro também me agrada muito.

Créd: Patrícia Canola

Assisto a muitas peças que estão cartaz”, detalha o artista, que tem outra paixão também: a música. “Adoro colecionar música de diversas épocas e países. Confesso que ainda preciso ter fisicamente o CD e guardo com carinho algumas centenas de vinis. A minha relação com a música é física, além de sensorial também”, afirma ele.

Para manter a saúde em dia, o ator busca seguir uma rotina de treinos, que envolvem Crossfit, treinamento funcional, caminhadas, Kangoo Jump e meditação, além de uma alimentação bem regrada, procurando sempre produtos orgânicos e mais naturais.

“Quando consigo estar em silêncio e me reconectar com a minha essência, isso fortalece meu exercício de observação, aprofunda o meu autoconhecimento e me ajuda traçar minhas metas”, confessa o artista.

Por Sabrina S. Santos SP

Ass. de Imprensa - Camila Novo Assessoria de Imprensa & Imagem

Colaboradora na RMF/OnLine

#EmmilioMoreira #Vicente #Globo #OrgulhoePaixão

0 visualização

   ®2020 by Revista Mundo da Fama On Line