• RMF

Chance the Rapper leva rap edificante à 1ª noite do Lollapalooza


Norte-americano estreou em território brasileiro no palco do festival nesta sexta-feira

Em sua primeira passagem pelo Brasil, Chance the Rapper levou seu rap edificante, carregado de referências gospel, ao público do Lollapalooza na noite desta sexta (23).

Já na abertura do show, encurtado em 12 minutos, ele faz sua apresentação cantando "Mixtape": "Sou o único cara que ainda liga para mixtapes", canta.

A letra lembra a carreira de Chance, que debutou em 2012 com a mixtape "10 Days", criada após uma suspensão do colégio por ter sido pego fumando maconha, e "Acid Rap", com a qual ganhou notoriedade.

Mas ele facilita ainda mais: "Meu nome é Chance the Rapper, de Chicago, Illinois, e quero ouvir vocês cantarem". O pedido por animação foi constante, mas o público nem sempre acompanhou a empolgação mostrada no palco com pirotecnias e outras perfumarias visuais.

Uma das exceções foi quando cantou "I'm the One", parceria com Justin Bieber, presente no videoclipe projetado.

Os versos bem bolados (como "I don't make songs for free/ I make them for freedom", diz o trocadilho de "Blessings"), os corais gospel e a letra edificante são algumas características que o rapper americano mostrou.

A ideia de alegria cristã está lá, mas Chance atinge também os fãs agnósticos ao sintetizar elementos do jazz e soul em uma embalagem mais pop do hip-hop.

De Kanye West, seu mentor no rap, ele cantou "Ultralight Beam", faixa presente em "Life of Pablo", álbum conceito de West do qual participou.

Sentado, ele cantou "Same Drugs", um dos pontos altos da noite, acompanhado de teclado, palmas do público e das quatro backing vocals. Com informações da Folhapress.

#Lollapalooza #ChancetheRapper

1 visualização

   ®2020 by Revista Mundo da Fama On Line